PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Petrobras: produção total no refino caiu 10,6% do primeiro para o 2º trimestre

Fernanda Nunes e Denise Luna

Rio

21/07/2020 20h23

No segundo trimestre, o mais crítico para a venda de combustíveis no Brasil por conta da disseminação da covid-19, a produção de derivados da Petrobras caiu 10,6% ante o trimestre imediatamente anterior, para 1,64 milhão de barris por dia (bpd). Já o volume de vendas total caiu 8,2%, para 1,49 milhão de bpd.

O fator de utilização do parque de refino passou de 79% para 70%, na passagem do primeiro para o segundo trimestre, uma queda de 9%. Enquanto a participação do óleo nacional na carga processada subiu de 91% para 94%, alta de 3%.

"No refino, a produção foi significativamente impactada pela redução da demanda, principalmente em abril, quando o fator de utilização (FUT) chegou a 59%. Foram feitas otimizações nas nossas refinarias de forma a adequar a produção de derivados às variações na demanda", informou a Petrobras no relatório de produção do segundo trimestre, divulgado há pouco.

A estratégia adotada pela empresa foi dar prioridade à produção e exportação de bunker (para navios) e óleo combustível. "À medida que o consumo interno foi se recuperando, fomos readequando o mix, o que permitiu que o FUT do refino retornasse aos patamares anteriores à pandemia, alcançando 74% e 78% nos meses de maio e junho, respectivamente", acrescentou.