PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Fed/Williams: resiliência do sistema bancário dos EUA é chave para recuperação

Eduardo Gayer

São Paulo

29/09/2020 11h15

A resiliência do sistema bancário dos Estados Unidos tem sido um fator-chave no posicionamento da economia americana para uma forte recuperação após o choque da covid-19, avaliou nesta terça-feira, 29, o presidente da distrital de Nova York do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), John Willians.

Em discurso na Conferência de Mercado de Títulos, Williams argumentou que foram as reformas do setor bancário após a crise de 2008 que proporcionaram a atual situação. "O objetivo final dessas reformas era garantir que na próxima vez que a economia global fosse atingida por um grande choque, o sistema financeiro seria uma fonte de apoio para a economia, em vez de amplificar a fraqueza. Esses esforços foram extremamente bem-sucedidos", avaliou.

O presidente do Fed NY também saiu em defesa da atuação da autoridade monetária dos Estados Unidos na contenção da crise do novo coronavírus e garantia da recuperação econômica, destacando as linhas de crédito do programa Main Street e a expansão do programa de compras de ativos (QE, na sigla em inglês).

"Em março, as condições de funcionamento do mercado se deterioraram para níveis próximos ou, em alguns casos, piores do que aqueles que vimos no pico da crise financeira global de 2008", lembrou o dirigente. "Nossa abordagem foi entregar uma resposta rápida e avassaladora, que deu garantia aos participantes do mercado de que haveria liquidez nos próximos dias e meses. Nenhuma instituição privada tem condições, hoje, de fornecer liquidez como os bancos centrais", acrescentou.