PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Inadimplência no setor elétrico atinge 1,57% nos últimos 2 meses, diz ministério

Denise Luna

Rio

04/11/2020 10h06

A inadimplência do setor elétrico nos últimos 60 dias até 30 de outubro alcançou 1,57%, contra a média mensal de 1,93% em 2019, e do pico de 11% atingido em maio, segundo o Boletim Semanal de Monitoramento do Covid-19 do Ministério de Minas e Energia (MME).

Conforme o documento, o impacto mensal estimado da covid-19 nos últimos dois meses foi de R$ 764 milhões, devido à queda de faturamento das distribuidoras e não pela inadimplência.

Desde 18 de março, a inadimplência acumulada é de 4,61%, ou R$ 3,9 bilhões, enquanto que o impacto total estimado da pandemia acumula R$ 17,3 bilhões, sendo R$ 13,4 bilhões referentes à queda do consumo, informou o MME.

A carga de energia elétrica despachada pelo Sistema Interligado Nacional (SIN) na terça-feira (3) foi 18,19% menor do que no mesmo dia da semana passada, registrando 54.887 megawatts (MW), e 22,19% inferior ao mesmo dia de novembro de 2019. No dia 4 de novembro do ano passado, a carga do SIN foi de 70.544 MW.