PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Produção de motos cai 13,5% em outubro ante setembro, diz Abraciclo

Eduardo Laguna

São Paulo

12/11/2020 13h08

A produção da indústria de motocicletas, instalada no polo industrial de Manaus (AM), teve queda de 13,5% na passagem de setembro para outubro, conforme balanço divulgado nesta quinta-feira, 12, pela Abraciclo, entidade que representa o setor.

Na comparação com outubro de 2019, o volume produzido recuou 16,7%, num total de 90,9 mil unidades.

Segundo a Abraciclo, pequenos problemas de abastecimento de insumos não tiveram impacto até o momento nas linhas de produção. Porém, o presidente da entidade, Marcos Fermanian, informa que os protocolos de prevenção ao coronavírus aumentam o tempo de produção, já que, em razão da norma de distanciamento, menos operários podem trabalhar simultaneamente.

A situação, comentou Fermanian, provoca desequilíbrio entre produção e demanda, que não tem sido completamente atendida pelas fábricas.

"Enquanto houver riscos de disseminação do coronavírus, no entanto, essa estrutura precisará ser mantida, pois a prioridade no setor é assegurar a saúde do colaborador", afirmou o executivo em nota.

No acumulado de janeiro a outubro, foram produzidas 784,4 mil motos, um recuo de 17% frente ao mesmo período de 2019.

No mês passado, as fábricas entregaram para as concessionárias 90,8 mil motocicletas, 9,8% a menos do que em setembro e 11,4% abaixo de outubro do ano passado. O resultado leva as vendas internas da indústria para 756,5 mil motos no acumulado de janeiro a outubro, queda de 17,7% na comparação com o mesmo período de 2019.

Já as exportações caíram 35,7% em outubro, na comparação com setembro. No mês passado, as montadoras de motos embarcaram 2,3 mil unidades ao exterior, com queda de 26% em relação a outubro de 2019.

No acumulado do ano, as exportações de motos, que têm a Argentina como principal destino, somam 26 mil unidades, o que representa uma queda de 19,5% na comparação com os dez primeiros meses de 2019.