PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

BCE vê sinais de retomada econômica, com quadro heterogêneo entre setores

Gabriel Bueno da Costa

São Paulo

18/02/2021 15h10

Integrante do conselho do Banco Central Europeu (BCE), Isabel Schnabel afirmou nesta quinta-feira que há "sinais de retomada econômica" na zona do euro, mas ainda em um quadro heterogêneo entre distintos setores. A declaração consta de apresentação da dirigente sobre a política do BCE na resposta à pandemia da covid-19, em evento da Universidade de Chicago.

Em sua apresentação, Schnabel notou que as medidas de política monetária do BCE "têm impedido uma crise financeira severa".

Ela também destacou um movimento de recuo nos retornos nos mercados de dívida soberana, bem como o menor risco de fragmentação na zona do euro.

Para Schnabel, cortes maiores nos juros resultariam na intensificação de efeitos distributivos entre aqueles que têm posições líquidas de tomada ou concessão de empréstimos.

Nesta atual retomada desigual, a dirigente considera haver efeitos benéficos das medidas fiscais sobre o mercado de trabalho da região. Ela também mencionou o papel dessas medidas fiscais da UE em reduzir o risco de divergência econômica, dentro da região.

Ainda para Schnabel, há menos sinais de valorização excessiva dos mercados acionários na zona do euro do que nos EUA.

PUBLICIDADE