PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Setor público tem déficit primário de R$ 11,770 bi em fevereiro, revela BC

Eduardo Rodrigues e Fabrício de Castro

Brasília

31/03/2021 10h20

Sob os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus, o setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou déficit primário de R$ 11,770 bilhões em fevereiro, informou nesta quarta-feira, 31, o Banco Central. Em janeiro deste ano, havia sido registrado superávit de R$ 58,375 bilhões e, em fevereiro de 2020, déficit de R$ 20,901 bilhões.

O resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento da dívida pública.

O déficit primário consolidado foi menor que as estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast. As previsões indicavam saldo negativo entre R$ 23,347 bilhões e R$ 15,600 bilhões, com mediana de déficit de R$ 19,300 bilhões.

Composição

O resultado fiscal de fevereiro foi composto por um déficit de R$ 22,508 bilhões do Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS). Já os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado positivamente com R$ 10,526 bilhões no mês.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 9,489 bilhões, os municípios tiveram resultado positivo de R$ 1,037 bilhão. As empresas estatais registraram superávit primário de R$ 212 milhões.

Bimestre

As contas do setor público acumularam um superávit primário de R$ 46,605 bilhões no ano até fevereiro, o equivalente a 3,65% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central.

A meta para o resultado fiscal do setor público consolidado em 2021 é de déficit R$ 250,89 bilhões. Para o Governo Central, o déficit estimado é de R$ 247,118 bilhões.

O superávit fiscal no ano até fevereiro inclui o saldo positivo de R$ 20,648 bilhões do Governo Central (1,62% do PIB). Os governos regionais apresentaram um superávit de R$ 25,299 bilhões (1,98% do PIB) no período. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 22,593 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 2,706 bilhões. As empresas estatais também registraram um resultado positivo de R$ 658 milhões no período.

12 meses

As contas do setor público acumulam um déficit primário de R$ 691,720 bilhões em 12 meses até fevereiro, o equivalente a 9,23% do PIB, informou o Banco Central.

O déficit fiscal nos 12 meses encerrados em fevereiro pode ser atribuído ao rombo de R$ 743,194 bilhões do Governo Central (9,91% do PIB), carregando ainda o esforço extraordinário de gastos em 2020 para o enfrentamento à pandemia de covid-19.

Já os governos regionais apresentaram um superávit de R$ 48,655 bilhões (0,65% do PIB) em 12 meses até fevereiro. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 47,792 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 926 milhões. As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 2,819 bilhões no período.