PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

CSN Mineração tem lucro líquido de R$ 2,363 bi, quase 6 vezes maior

Fabiana Holtz

28/04/2021 22h18

A CSN Mineração, subsidiária da CSN que abriu capital em fevereiro, reportou lucro líquido de R$ 2,363 bilhões no primeiro trimestre de 2021, superando em quase seis vezes o desempenho apresentado um ano antes.

Em razão da alta contínua nos preços do minério, a empresa registrou Ebitda ajustado recorde de R$ 3,665 bilhões nos primeiros três meses do ano, com salto de 302% em relação a um ano antes, com margem Ebitda de 66,9%, com alta de 11,2 pontos base ante igual período do ano anterior.

A receita líquida ajustada da CSN Mineração totalizou R$ 5,474 bilhões no período, apontando expansão de 234% no comparativo anual e alta de 21% ante o trimestre anterior. A expansão, nesse caso, é atribuída ao contínuo aumento do preço médio do minério (Platts), que subiu 24,8% contra o quarto trimestre, além da variação cambial verificada no período.

A oferta primária (IPO) trouxe R$ 1,3 bilhão ao caixa da companhia e "será importante para acelerar os projetos de aumento de capacidade, sendo a primeira etapa composta por Itabirito P15, recuperação de rejeitos e a Planta Central".

Vendas e fluxo de caixa

Entre janeiro e março, o volume de vendas da unidade somou 8,2 milhões de toneladas, com salto de 47% no comparativo anual, mas queda de 5% ante o quarto trimestre em função do período úmido como referência.

No período, acrescenta a empresa em seu informe de resultados, a produção e compras de minério de ferro da CSN somou 8,27 milhões de toneladas, volume 8% superior ao do trimestre anterior mesmo considerando a sazonalidade negativa do período em razão das chuvas, "o que ressalta o bom rendimento da produção". A empresa também observou um aumento nas compras de minério de terceiros ao longo do trimestre.

O Fluxo de Caixa Livre alcançou R$ 2,465 bilhões ao final de março, impactado positivamente pelo acentuado aumento do índice Platts ocorrido no trimestre. "Com o ótimo desempenho operacional, a companhia distribuiu dividendos nos primeiros três meses do ano, no valor total de R$ 1,068 bilhão e pagou juros sobre o capital próprio de R$ 405 milhões em janeiro de 2021", acrescenta a empresa nos comentários.