PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Monitor do PIB da FGV aponta queda de 0,7% em abril ante março

Daniela Amorim

Rio

16/06/2021 10h39

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro recuou 0,7% em abril ante março, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Na comparação com abril de 2020, a atividade econômica avançou 12,3% em abril de 2021.

"O elevado crescimento da economia em abril com relação ao mesmo mês do ano passado deve-se à comparação com uma base deprimida, tendo em vista que em abril do ano passado a economia atingiu a maior queda na série histórica iniciada em 2000. Isso fica evidente quando analisada a evolução do PIB contra os meses imediatamente anteriores, onde a atividade econômica não tem apresentado desempenho tão robusto. Esses resultados mostram que ainda é cedo para afirmar que a economia está crescendo de forma sustentável; para que isso ocorra é necessário que um percentual maior da população esteja vacinado", defendeu Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, em nota oficial.

O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.

Pelo lado da oferta, o PIB da agropecuária recuou 4,3% em abril ante março, e os serviços encolheram 1,2%. Por outro lado, a indústria avançou 1,1%.

Sob a ótica da demanda, o consumo das famílias cresceu 2,1% em abril ante março, enquanto o consumo do governo avançou 2,9%. A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no PIB) despencou 26,0%. As exportações cresceram 17,2%, e as importações aumentaram 5,9%.

Em termos monetários, o PIB alcançou aproximadamente R$ 2,745 trilhões de janeiro a abril de 2021, em valores correntes.

A taxa de investimento da economia foi de 14,4% no mês de abril de 2021.