PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Brasil calcula mal o valor da água, avalia diretor da Agência Nacional de Águas

Fernanda Nunes

07/07/2021 20h22

Diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Oscar Cordeiro defendeu que o governo repense a política pública de gestão dos seus recursos hídricos, neste atual contexto de mudança climática. Sua proposta é que seja estipulado um valor realista para o uso da água, que deve "custar cada vez mais", em sua opinião.

Cordeiro participou de evento virtual promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para discutir a atual crise hídrica. "Estamos calculando muito mal o valor da água", afirmou, durante o encontro.

Por conta da estiagem e dos baixos níveis dos reservatórios das usinas hidrelétricas, não só a geração de energia, mas também a segurança hídrica do País está sendo colocada em risco, de acordo com o diretor da ANA. Ele avalia que uma série de fatores estão contribuindo para isso - o crescimento da demanda, as incertezas na avaliação das afluências e a elevada dependência hídrica.

"Dependemos das águas em uma série de atividades econômicas. Também usamos a água na irrigação, na indústria, na navegação, no turismo... Essa dependência torna a crise atual mais complexa do que a de 2001 (ano do racionamento de energia)", afirmou Cordeiro.

Nesta sexta-feira, a Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética vai se reunir para definir seu regimento interno e atividades. "A ANA também tem dúvidas sobre o trabalho da câmara", disse o diretor da agência, que não faz parte do grupo de tomada de decisões de enfrentamento da crise hídrica. A câmara é formada, exclusivamente,por ministros.