PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Comitê de Basileia revisará parâmetros de análise de gigantes do setor bancário

Aline Bronzati

São Paulo

20/07/2021 12h30

O Comitê de Supervisão Bancária da Basileia (BCBS, na sigla em inglês) anunciou que irá alterar a metodologia de avaliação dos bancos globais sistematicamente importantes, os chamados G-SIBs, na sigla em inglês. A ideia é substituir o atual ciclo de revisão feito a cada três anos por um processo de monitoramento e revisão contínuos.

Nesse sentido, o Comitê abriu nesta terça-feira uma consulta pública para colher sugestões do mercado. Os comentários poderão ser enviados até o dia 3 de setembro e serão publicados no site do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês), uma espécie de banco central dos bancos centrais.

Todo ano, o Comitê avalia a importância sistêmica dos bancos globais por meio de uma metodologia que usa como base determinados indicadores. Depois, a cada três anos, esses parâmetros são atualizados. Agora, será feito de forma perene.

A proposta do Comitê inclui o monitoramento de recentes técnicas ou novos indicadores que podem ser usados para a avaliação do risco sistêmico, além de evidências emergentes sobre a eficácia do regime dos bancos globais sistemicamente importantes. Além disso, também estão no radar mudanças estruturais que podem impactar a eficácia do sistema.

No entanto, eventuais mudanças ainda terão de ser comprovadas na prática antes de adotadas. "Somente se esse trabalho de monitoramento revelar evidências de consequências materiais não intencionais ou deficiências materiais com relação aos objetivos da estrutura, o Comitê considerará mudanças no regime", informa o BCBS, em nota.