PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Vale vê lucro trimestral disparar para R$ 40 bi

Fernanda Guimarães

29/07/2021 08h00

Com o impulso do ciclo positivo do minério de ferro e do dólar valorizado em relação à moeda brasileira, a Vale registrou um lucro trimestral de R$ 40,1 bilhões no segundo trimestre deste ano - cerca de 7,6 vezes superior ao ganho de R$ 5,3 milhões no mesmo período do ano passado e um crescimento de 37% ante o visto nos três primeiros meses do ano.

Já a receita líquida bateu R$ 87,8 bilhões entre abril e junho, aumento de 117% em comparação com igual intervalo de 2020 e um crescimento de 32% ante os três primeiros meses do ano. No pregão de ontem, com a expectativa positiva em relação à divulgação do resultado trimestral, a ação da vale na Bolsa brasileira subiu 2,7%.

A Vale vendeu seu minério no segundo trimestre do ano a US$ 182,80 por tonelada, um aumento de US$ 27,30 por tonelada em relação ao trimestre imediatamente anterior e US$ 93,90 a mais por tonelada do que o visto um ano antes. O preço de referência no mercado, para o minério de ferro com teor de 62% de concentração, foi de US$ 200 a tonelada no segundo trimestre, ante US$ 166,9 a tonelada nos três primeiros meses do ano e de US$ 93,3 a tonelada no segundo trimestre de 2020.

Desafios

O resultado em ascensão ocorre dois anos e meio após a tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, evento que obrigou a companhia a repensar seu negócio e a priorizar metas de sustentabilidade.

"Enquanto continuamos com a retomada da nossa capacidade de produção de minério de ferro, também eliminamos seis barragens a montante e avançamos consistentemente em nossa agenda ESG (referente às áreas ambiental, social e de governança)", comentou o presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo, no documento que acompanha o balanço.

As reparações de Brumadinho e de Mariana (MG) têm ocupado as primeiras páginas do demonstrativo financeiro da mineradora todos os trimestres. A Vale destaca que, no segundo trimestre, desembolsou US$ 303 milhões relativos a Brumadinho.

Na semana passada, a Vale também anunciou o maior ritmo de produção de seu insumo carro-chefe. Entre abril e junho o volume produzido de minério de ferro atingiu 75,7 milhões de toneladas no segundo trimestre, alta de 12% em relação a igual período do ano passado. Em comparação com o trimestre imediatamente anterior, o aumento do volume nas minas da companhia brasileira foi de 11,3%.

Já as vendas de minério de ferro da Vale no segundo trimestre somaram 67,2 milhões de toneladas, crescimento anual de 23,1%. (Colaboraram Wagner Gomes, De São Paulo, E Bruno Villas Boas, Do Rio)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

PUBLICIDADE