PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Projeção do Itaú para IPCA 2021 sobe de 6,1% para 6,9%

Maria Regina Silva

São Paulo

30/07/2021 14h07

O Itaú Unibanco elevou sua projeção para a Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano e a do seguinte. A estimativa para a taxa fechada em 2021 subiu de 6,1% para 6,9%, incorporando principalmente maior pressão em serviços no último trimestre do ano. Em relatório, afirma que a expectativa para o IPCA fechado em 2022 passou de 3,7% para 3,9%, "devido à inércia maior."

O banco considera o balanço de riscos para o próximo ano na direção "altista" para preços livres, principalmente serviços. "Cabe salientar que uma eventual bandeira tarifária mais alta esse ano, e supondo alguma normalização do cenário de chuvas no próximo ano, indica alguma devolução na inflação do item em 2022", observa.

De todo modo, o Itaú afirma que o balanço de riscos seria na direção de uma composição de inflação pior, com mais pressão em preços livres e um pouco menor em preços administrados.

O Itaú destaca que o IPCA-15 de julho mostrou inflação de serviços subjacente alta, próxima de 4,5% na média de três meses do dado dessazonalizado e anualizado. Na composição do grupo, cita, houve pressão em alimentação fora do domicílio (impactada pela reabertura da economia e o alto preço dos alimentos) e em aluguel e condomínio (itens mais sensíveis à inércia de uma inflação corrente alta).

PUBLICIDADE