PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

PMI composto (preliminar) do Japão recua de 48,8 em julho para 45,9 em agosto

Matheus Piovesana

São Paulo

23/08/2021 07h42

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto do Japão recuou de 48,8 em julho para 45,9 em agosto, de acordo com a leitura preliminar do indicador divulgada nesta segunda-feira pela IHS Markit em parceria com o banco Au Jibun. Leituras abaixo de 50 indicam contração da atividade.

O PMI de serviços caiu de 47,4 em julho para 43,5 em agosto. Já o PMI industrial recuou de 51,8 para 51 - mantendo, portanto, marca que indica expansão do setor, embora a um ritmo menor.

De acordo com Usamah Bhatti, economista da IHS, as condições econômicas se deterioraram e o PMI preliminar apontou os piores resultados desde agosto de 2020. "As respostas à pesquisa em geral atribuíram a demanda mais fraca às condições relacionadas à covid-19, em conjunto com pressões persistentes nas cadeias de fornecimento", diz ele em nota.

O setor de serviços foi o responsável pela maior parte da queda do PMI composto, com o nono mês seguido de contração da atividade. A aceleração de casos da covid-19 provocada pela variante delta do coronavírus reduziu o otimismo das empresas para o próximo ano, embora o avanço da vacinação no país ainda traga otimismo, segundo a IHS.

PUBLICIDADE