PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Faturamento do setor cresce 7,1% em julho ante julho de 2020, diz Abimaq

Francisco Carlos de Assis

São Paulo

25/08/2021 15h41

O faturamento líquido total do setor industrial de máquinas e equipamentos recuou 4,3% em julho na comparação com junho, informou a Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Na comparação interanual de julho com o mesmo mês no ano passado, o faturamento líquido total do setor cresceu 7,1%.

No acumulado ano observa-se um crescimento de 34,3% e no acumulado de 12 meses, 27%.

Consumo aparente

O consumo aparente de máquinas e equipamentos no mês de julho recuou 2,5% na comparação com junho, informou a Abimaq.

Denomina-se consumo aparente de um bem o total da sua produção adicionada das importações e subtraída das exportações.

Na comparação com igual mês do ano passado, o consumo aparente do setor de máquinas e equipamentos aumentou 8,4%, de acordo com a Abimaq.

No acumulado do ano, de janeiro a julho, o consumo aparente mostra alta de 22,3% sobre igual período do ano passado. O consumo aparente também mostra avanço de 19,3% no período de 12 meses encerrado em julho comparativamente a igual período do ano passado.

Setor externo

As exportações de máquinas e equipamentos recuaram 4,4% em julho em relação junho, informou a Abimaq. Na comparação com julho do ano passado, as exportações cresceram 26,3% e no acumulado do ano elas avançam 22,4%. No acumulado de 12 meses, as exportações de máquinas e equipamentos mostram uma alta de 1,4%.

As importações recuaram 1% em julho ante junho, cresceram 38,4% na comparação com julho do ano passado e sobem 15,3% e 2,6% nos acumulados do ano e em 12 meses, respectivamente.

Com isso, o saldo comercial do setor de máquinas e equipamentos fechou julho com um aumento de 1,8% sobre junho, 49,7% de alta sobre julho de 2020 e acumula no ano alta de 11%. No acumulado de 12 meses, o saldo comercial do setor mostra uma alta de 3,5%.

Nuci

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor industrial de máquinas e equipamentos fechou praticamente estável em julho ante junho, com uma ligeira elevação de 0,10 ponto porcentual, para 78,8%, conforme a Abimaq.

A entidade informou também que os pedidos em carteira no segmento cresceram 23,3% em julho comparativamente a igual mês do ano passado.

A carteira de pedidos é medida em número de semanas para atendimento e atualmente o setor acumula carteira de pedidos equivalente a 11,2 semanas de atividade, quase 3 meses.

Nível de emprego

O número de empregados na indústria de máquinas e equipamentos cresceu 1,7% em julho em relação a junho, segundo a Abimaq. Sobre julho do ano passado, o nível de emprego cresceu 20,8%. No ano fim do mês passado o setor mantinha nos seus quadros um total de 363.002 empregados.

No acumulado do ano até julho, o nível de empregos no setor cresce 7,3% e no acumulado de 12 meses, 10,7%.

PUBLICIDADE