PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

EUA: divisão democrata se aprofunda na decisão sobre manter ou não Powell no Fed

Washington, 08

08/09/2021 17h40

09/2021 - Um centrista do Partido Democrata, o senador Jon Tester, membro do Comitê Bancário do Senado, afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deveria apontar o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, para um segundo mandato. A declaração foi a mais recente de uma série de comentários dos congressistas da situação sobre tomar ou não essa medida.

Tester disse em entrevista nesta quarta-feira que se preocupava com recentes pedidos de legisladores congressistas da Câmara dos Representantes para substituir Powell por alguém com foco em avançar em políticas progressistas, incluindo mudança climática. O senador advertiu que isso poderia prejudicar a economia, ao politizar o banco central.

O mandato de quatro anos de Powell na presidência do Fed termina em fevereiro. Ele foi indicado para o conselho do BC pelo presidente Barack Obama, em 2011. O presidente Donald Trump o escolheu como presidente do Fed, com mandato a partir de 2018. Powell é um republicano e ex-executivo de private equity, mas foi atacado posteriormente por Trump, primeiro por elevar os juros, depois por cortá-los de modo pouco agressivo.

A decisão que Biden deverá tomar agora abriu uma divisão entre democratas. Um grupo quer um Fed reorientado para lidar de modo mais explícito com questões como a mudança climática e pressionam o presidente. Cinco democratas da Câmara, entre eles Ayanna Pressley e Alexandria Ocasio-Cortez, publicaram comunicado no qual pedem que Biden "reimagine o Federal Reserve focado em eliminar risco climático e avançar em justiça racial e econômica". Outros democratas progressistas elogiam a resposta de Powell à pandemia e seu foco em dar mais peso ao mercado de trabalho, almejando que minorias também avancem para conseguir empregos.

Os deputados não têm papel formal na escolha do presidente do Fed, que é sujeita a confirmação do Senado. Porta-vozes do Fed e da Casa Branca não quiseram comentar o assunto do próximo mandato do presidente do BC. Fonte: Dow Jones Newswires.

PUBLICIDADE