PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Democratas pressionam por suspensão do teto da dívida

Iander Porcella

20/09/2021 18h20

Os líderes do Partido Democrata no Congresso dos Estados Unidos divulgaram uma carta nesta segunda-feira, 20, em que pressionam os republicanos a apoiar a suspensão do teto da dívida federal. No documento, a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, informam que pretendem colocar o projeto para votação no legislativo ainda nesta semana. Eles alertam, ainda, que um calote do país poderia levar a uma recessão econômica.

A proposta dos democratas prevê a suspensão do teto até dezembro de 2022. A medida será introduzida em um projeto de lei para financiar o governo até o final deste ano, o que é necessário para evitar um "shutdown", como é chamada a paralisação da máquina pública.

"Abordar o limite da dívida é cumprir as obrigações que o governo já fez", dizem os líderes do partido do presidente americano, Joe Biden, na carta. Pelosi e Schumer ressaltam que essas obrigações incluem benefícios do pacote fiscal de emergência aprovado em dezembro do ano passado para ajudar famílias afetadas pela crise da covid-19, além dos gastos com a Previdência Social.

No documento, os democratas também dizem que a medida é necessária para proteger a "fé" dos credores nos EUA. "Além disso, como o governo advertiu na semana passada, um default imprudente forçado pelos republicanos poderia mergulhar o país em uma recessão."

Pelosi e Schumer afirmam esperar apoio bipartidário para passar no Congresso a legislação, que também inclui fundos de emergência para auxiliar pessoas afetadas por desastres naturais recentes e ajuda para reassentar refugiados do Afeganistão.

PUBLICIDADE