PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Fed e OCDE preveem que alta na inflação será transitória, diz Casa Branca

Gabriel Bueno da Costa

São Paulo

04/10/2021 16h44

Porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki foi questionada nesta segunda-feira algumas vezes, durante entrevista coletiva, sobre a trajetória dos preços nos Estados Unidos. Psaki destacou o fato de o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) estarem prevendo que o fenômeno seja "algo transitório" e disse que o governo do presidente Joe Biden acredita nessas avaliações.

Na coletiva, ela também disse que a administração federal deseja manter um canal aberto de diálogo no alto nível do escalão com a China.

A porta-voz não informou, porém, sobre eventuais encontros agendados entre autoridades dos dois países.

Combustíveis

Jen Psaki afirmou também que o governo dos Estados Unidos usará "todos os meios à disposição" para evitar que os preços de combustível subam demais. Durante entrevista coletiva, ela lembrou que o país já liberou parte de suas reservas estratégicas para lidar com o quadro.

Disse ainda que a alta no preço do combustível no país ocorre em parte por causa dos impactos pela passagem do furacão Ida na Costa do Golfo, importante região produtora.

Ela lembrou que o governo norte-americano já entrou em contato anteriormente com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para tratar do quadro. Mais cedo, a Opep e aliados (Opep+) decidiram em reunião continuar a manter uma elevação gradual da oferta de petróleo no mercado.

Teto da dívida

A porta-voz também voltou a insistir na importância de se elevar o teto da dívida. Ela afirmou que a oposição republicana bloqueia esforços do Partido Democrata para isso, mesmo que a situação esteja disposta a fazer isso sem os votos oposicionistas, por meio do instrumento legislativo conhecido como "reconciliação". O presidente Joe Biden não descarta que a elevação de teto ocorra desse modo, comentou ela. "Não há outra opção."

Reformas e regulação

Psaki ainda foi questionada sobre reformas na regulação de gigantes de mídias sociais, discutidas atualmente no Congresso. Ela disse que o governo apoia essas reformas, por exemplo para proteger mais a saúde mental de crianças e adolescentes. "A regulação atual das gigantes de mídias sociais não está funcionando", considerou.

Questionada sobre falhas em redes sociais nesta segunda-feira, ela disse que o governo está ciente do fato, mas que as empresas é que devem tratar do assunto.

Exigência de vacinação

A porta-voz começou a coletiva lembrando que várias companhias aéreas estão exigindo que seus funcionários sejam vacinados contra a covid-19. Segundo ela, o governo apoia a iniciativa das empresas e isso ajudará a haver uma retomada segura dos voos.

PUBLICIDADE