PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Consórcio da Shell com a Ecopetrol leva primeiros blocos licitados na 17ª Rodada

Fernanda Nunes

Rio

07/10/2021 10h27

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vendeu nesta quinta-feira por R$ 15,6 milhões as concessões de duas áreas do setor SS-AP4, na Bacia de Santos para a empresa Shell e para o consórcio formado pela Shell e pela Ecopetrol. Para essas duas áreas, não houve ágio.

A Shell pagou R$ 9,1 milhões pelo setor S-M-1707 e programa exploratório mínimo de 180 unidades de trabalho. O consórcio pagou R$ 6,56 milhões e PEM de 107 unidades de trabalho. O investimento previsto nas áreas é de R$ 53,095 milhões.

No leilão, sai vencedor quem apresentar o maior bônus de assinatura (80% de peso) e o maior programa exploratório mínimo (20%). Os bônus mínimos são definidos no edital e são pagos na assinatura do contrato de concessão.

Já o PEM determina um mínimo de atividades que a empresa se propõe a realizar no bloco durante a primeira fase do contrato (de exploração), como sísmicas e perfurações de poços.

Segunda leva de blocos

A Shell levou ainda a segunda leva de blocos oferecidos na 17ª Rodada. A empresa comprou os três blocos do setor SS-AUP4, da Bacia de Santos, por R$ 21,48 milhões. Esse valor é o mínimo definido em edital. Não foi oferecido ágio.

O investimento previsto no ativo é de R$ 83,25 milhões, com um programa de exploratório mínimo (PEM) de 450 unidades de trabalho.

Até agora, a Petrobras não apresentou ofertas.

A ANP iniciou durante o período da manhã a 17ª Rodada de Licitações de áreas exploratórias de petróleo e gás. No leilão, estão sendo oferecidos 92 blocos, em quatro bacias sedimentares: Campos, Pelotas, Potiguar e Santos.

PUBLICIDADE