PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

FMI/Georgieva: dinheiro digital precisa ser integrado às políticas monetárias

Gabriel Caldeira

São Paulo

19/10/2021 09h59

As formas de pagamento e transferência digitais têm tornado as economias mais produtivas e as sociedades mais inclusivas, e é necessário que os bancos centrais e entidades multilaterais as integrem à política monetária, segundo afirmou a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, durante evento sobre fintechs nesta terça-feira, 19.

Também presente no evento, o diretor-geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês), Agustín Carstens chamou o avanço da tecnologia financeira de "grande oportunidade" a bancos centrais e ministros de finanças, que devem trabalhar como "capitalizadores" destas mudanças, de forma a juntar os elementos necessários para promover a inclusão financeira das populações locais.

Georgieva, porém, também alertou que a adoção destas tecnologias no setor financeiro deve ser feita de forma cuidadosa, observando os riscos. Entre eles, ela citou possíveis problemas de cibersegurança, e afirmou que o salto evolutivo trazido pelas inovações "já é uma realidade".

PUBLICIDADE