PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Indicado para diretoria do BC, Gomes é elogiado por economistas

Thaís Barcellos

São Paulo

28/10/2021 13h58

Indicado para substituir, no Banco Central, o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução, João Manoel Pinho de Mello, o economista Renato Dias de Brito Gomes é elogiado por pares que o conhecem de longa data. Os economistas ouvidos pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, em condição de anonimato, avaliam que a indicação foi excelente e dizem que a expectativa é de continuidade do trabalho de Pinho de Mello, que esteve à frente do projeto do Pix e teve como "carro-chefe" da sua gestão o incentivo à concorrência.

A saída de Pinho de Mello do BC foi comunicada na manhã desta quinta-feira. Ele deixará o cargo ao fim do seu mandato, no dia 31 de dezembro deste ano.

A lei de autonomia do BC permitia a renovação por mais um ciclo de quatro anos.

Indicado pelo presidente da autarquia, Roberto Campos Neto, Gomes é bacharel e mestre pelo Departamento de Economia da PUC-Rio, PhD em economia pela Northwestern University e fez carreira na academia. Hoje, é professor da Escola de Economia de Toulouse, na França, e pesquisador do Centre National de la Recherche Scientifique. Ele tem trabalhos nas áreas de teoria dos jogos, leilões e concorrência, entre outros temas. Gomes ainda terá de passar por sabatina no Senado, sem data definida.

Uma das fontes ouvidas pelo Broadcast destacou que Gomes é um dos economistas mais brilhantes da sua geração. A fonte acrescentou que Pinho de Mello e o escolhido para substituí-lo são próximos e a indicação é de continuidade da gestão do atual diretor. Pinho de Mello participou da banca de mestrado de Gomes no Departamento de Economia da PUC-Rio, em 2005.

Outra fonte consultada reforçou que a carreira acadêmica de Gomes é brilhante e que ele é a melhor escolha para o cargo de Pinho de Mello. "Acho que é a continuidade do trabalho de estimular a concorrência, que foi o carro-chefe do Pinho de Mello."

A fonte ainda considerou que a falta de experiência de Gomes no setor privado não deve se refletir em dificuldade para um bom trabalho na diretoria de Organização do Sistema Financeiro e Resolução. "Ele é bem acadêmico. É muito inteligente. Vai ser interessante esse novo papel."

PUBLICIDADE