PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Powell: impacto da ômicron não deve ser 'remotamente próximo' do visto em 2020

Presidente do Fed, banco central norte-americano, Jerome Powell, diz que impacto da ômicron não deve ser "remotamente próximo" do visto em 2020 - POOL
Presidente do Fed, banco central norte-americano, Jerome Powell, diz que impacto da ômicron não deve ser 'remotamente próximo' do visto em 2020 Imagem: POOL

Ilana Cardial e Gabriel Caldeira

São Paulo

30/11/2021 14h05Atualizada em 30/11/2021 15h42

O impacto da variante Ômicron do coronavírus sobre a economia não deve ser "remotamente próximo" do visto em 2020, quando houve lockdowns, acredita o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell.

"Tentamos adaptar nossa política monetária conforme os desenvolvimentos e vamos continuar a fazer isso", disse diante do Comitê Bancário do Senado nesta terça-feira.

Powell reforçou considerar apropriado que a antecipação do fim da compra de ativos seja debatida na próxima reunião monetária, em dezembro.

O presidente do Fed reafirmou que, ao longo das próximas duas semanas, mais dados sobre a nova variante do coronavírus estarão disponíveis.

Quanto à inflação, "o que perdemos foi que não previmos os problemas de oferta. Isso é muito difícil de se prever" , disse Powell.

PUBLICIDADE