PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

IBGE abre seleção para contratatação de temporários para o Censo

Rio

15/12/2021 10h58

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou quatro editais de seleção para a contratação de cerca de 200 mil trabalhadores temporários para o Censo Demográfico 2022. Há vagas para profissionais com ensino fundamental e com ensino médio. As inscrições vão até 29 de dezembro ou 10 de janeiro de 2022, conforme a função.

São 183.021 vagas para recenseadores, de nível fundamental, para trabalhar em 5.297 municípios espalhados pelo País. Esses são os profissionais que irão a campo entrevistar cada domicílio brasileiro. As inscrições para essas vagas vão até 29 de dezembro, e haverá prova em 27 de março de 2022.

Segundo Bruno Malheiros, coordenador de Recursos Humanos do IBGE, a ideia é que os recenseadores comecem a trabalhar em junho de 2022 e atuem por três meses, embora os contratos temporários possam ser renovados, caso necessário. "Três meses é o período necessário para a coleta", disse Malheiros.

A remuneração dos recenseadores será variável, conforme sua produtividade. Para definir o salário, o IBGE levará em conta o número de domicílios visitados pelo recenseador, o número de pessoas recenseadas e o número de questionários aplicados.

Além disso, cada setor censitário - área geográfica formada, em média, por 300 domicílios - designado para os recenseadores tem uma taxa de remuneração diferente. Malheiros explicou que isso ocorre porque a dificuldade de coleta varia conforme o setor censitário - por exemplo, é mais fácil entrevistar um grande número de domicílios concentrados num edifício do que numa rua de casas ou numa área rural.

Os recenseadores não tem horário fixo, mas devem trabalhar ao menos 25 horas por semana. O IBGE recomenda que eles usem fins de semana e feriados para fazer as entrevistas, já que são oportunidades para encontrar os moradores no domicílio, disse Malheiros.

Para que os interessados nas vagas estimem sua remuneração, o IBGE criou um site com um simulador do salário. O valor é estimado conforme parâmetros - relacionados às variáveis que influenciam na remuneração - informados pelo próprio candidato.

Ao se inscrever para a seleção de recenseador, os interessados devem escolher a área em que desejam trabalhar. A ideia do IBGE é que os recenseadores sejam moradores ou conheçam as áreas, para facilitar o acesso aos domicílios a serem entrevistados.

Além da prova, o processo de seleção inclui um treinamento com duração de cinco dias, com carga horária de oito horas por dia. Ao término do treinamento, que incluirá protocolos de segurança contra a covid-19, os candidatos selecionados na prova fazem mais um teste. Somente os aprovados nesse teste serão escolhidos como recenseadores. "Esse método é tradicional, sempre fizemos dessa forma", afirmou Malheiros.

Além dos recenseadores, o IBGE contratará também 18.420 agentes censitários supervisores (ACS) e 5.450 agentes censitários municipais (ACM), todos de nível médio. Os salários são de R$ 1.700 e R$ 2.100, respectivamente. As inscrições também vão até 29 de dezembro, com prova em 27 de março de 2022.

Por fim, a operação do Censo 2022 inclui ainda 1.781 vagas de nível médio para agente censitário de administração e informática (ACAI) e 31 para coordenador censitário de área (CCA). As inscrições nesses processos seletivos vão até 10 de janeiro de 2022. Os salários são de R$ 1.700 para ACAI e de R$ 3.677,27 para CCA, com jornada de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias para ambas as funções. Segundo o IBGE, para CCA, "é obrigatório ter Carteira Nacional de Habilitação definitiva ou provisória, no mínimo categoria B, no prazo de validade".

PUBLICIDADE