PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Parlamento do Japão aprova pacote de US$ 317 bi para combater efeitos da covid

Tóquio

20/12/2021 11h39

O parlamento do Japão aprovou nesta segunda-feira, 20, um orçamento adicional recorde de quase 36 trilhões de ienes (US$ 317 bilhões) para o ano fiscal até março para ajudar as famílias e empresas atingidas pela pandemia.

O orçamento é, principalmente, para financiar medidas contra a covid-19, incluindo vacinas de reforço e medicamentos orais. Também inclui pagamentos em dinheiro para famílias com crianças e uma campanha de promoção para a indústria do turismo que foi duramente atingida.

O primeiro-ministro Fumio Kishida disse que o orçamento suplementar se destina a reviver uma economia ainda não totalmente recuperada da pandemia e alcançar um crescimento mais forte e uma distribuição mais equitativa da riqueza sob sua política de "novo capitalismo".

Com Kishida, o governo apertou as restrições de fronteira para ajudar a manter afastados os casos da variante Ômicron do coronavírus, que se espalhou rapidamente, depois de conseguir reduzir drasticamente os níveis de infecção nos últimos meses.

O orçamento inclui pagamentos de 100.000 ienes (US$ 880) para famílias com filhos até 18 anos e um subsídio de 2,5 milhões de ienes (US$ 22.000) para empresas que tiveram perdas substanciais de vendas devido à pandemia. Também pagará para aumentar os salários das enfermeiras e outros cuidadores.

Ela aloca 617 bilhões de ienes (US$ 5,4 bilhões) para promover a fabricação de semicondutores dentro do Japão, à medida que o país se move para melhorar sua segurança econômica e combater a escassez de chips de computador que são vitais para uma ampla gama de produtos. O orçamento também financiará a promoção do turismo, sustentabilidade e digitalização.

Em resposta à crescente preocupação com o aumento do poder chinês e outros desafios estratégicos, inclui cerca de 773 bilhões (US$ 6,8) dedicados a acelerar a implantação de sistemas de defesa antimísseis e outros preparativos militares.

O vice-chefe de gabinete, Seiji Kihara, disse a repórteres nesta segunda-feira que o governo planeja entregar medidas planejadas prontamente ao povo para apoiar "a reconstrução da economia atingida pela pandemia e a retomada da atividade social e econômica" após generalizadas precauções de saúde pública impostas para combater surtos de coronavírus.

PUBLICIDADE