PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Turquia vê maior crise com embate entre Erdogan e mercado por política monetária

Istambul

21/12/2021 11h43

As tensões financeiras da Turquia pioraram e a comunidade empresarial do país tem se manifestado, sinalizando que a crise monetária que assola a economia entra em uma fase complicada. A lira despencou quase 9% na segunda-feira, 20, para uma cotação de cerca de 17,86 em relação ao dólar, uma baixa recorde, depois que o presidente Recep Tayyip Erdogan prometeu cortar ainda mais as taxas de juros em desafio aos líderes empresariais que se manifestaram contra a política monetária do governo nos últimos dias. Um pacote de estímulos anunciado pelo governo local, porém, fez com que a moeda turca recuperasse parte das perdas recentes.

A queda vertiginosa da lira está ampliando as preocupações entre investidores e economistas de que o sistema financeiro fortemente dolarizado da Turquia possa estar caminhando para uma crise bancária. A lira perdeu mais da metade de seu valor este ano, destruindo grande parte das economias turcas e provocando protestos esporádicos.

Após o fechamento dos mercados da Turquia, Erdogan disse que o governo apresentará um novo programa para proteger os depósitos de liras das flutuações cambiais, sem deixar claro como esse programa funcionará ou como será pago.

"A lira turca subiu em relação ao dólar, compensando as perdas anteriores. O anúncio de segunda-feira mostrou que o governo Erdogan está finalmente tomando medidas para resolver os problemas do país", disse Timothy Ash, estrategista sênior de mercados emergentes da BlueBay Asset Management. Ao mesmo tempo, o plano sugerido criará uma enorme incerteza e risco fiscal. "É um esquema incrivelmente complexo contornar o fato de que Erdogan não quer usar taxas de juros para administrar a economia", completa.

O banco central interveio cinco vezes neste mês para conter a queda da lira, queimando as reservas de moeda estrangeira que já estão baixas. Economistas estimam que o banco central da Turquia tem mais passivos em moeda estrangeira do que ativos.

O declínio da lira, as baixas reservas em moeda estrangeira e as preocupações com a estabilidade financeira podem estar levando alguns detentores de títulos estrangeiros a vender também. O mercado de ações da Turquia foi duas vezes forçado a interromper as negociações na segunda-feira para evitar novas perdas.

O colapso da lira é resultado de quatro cortes nas taxas de juros nos últimos quatro meses, todos exigidos por Erdogan, dizem economistas. Outra medida das preocupações com a política econômica da Turquia são os custos exorbitantes de seguro contra uma possível inadimplência da dívida.

Para Ash, os investidores estão esperando para ver mais detalhes do plano de Erdogan e se a população turca ainda acredita na capacidade do governo de administrar os problemas do país, incluindo uma das piores crises monetárias da história recente. "Nunca vi em 30 anos tais oscilações na moeda", disse ele. "Absolutamente inacreditável."

PUBLICIDADE