PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Busca por crédito sobe 2% em dezembro e fecha 2021 com alta de 20%, diz Neurotech

São Paulo

22/01/2022 12h30

A busca por financiamento no Brasil voltou a subir em dezembro após cair 8% em novembro. No último mês de 2021, o Índice Neurotech de Demanda por Crédito (INDC) subiu 2% na comparação mensal e cresceu 11% em relação a dezembro de 2020. Com isso, a alta em 2021 atingiu 20%.

O INDC, que mede o número de solicitações de financiamentos nos segmentos de varejo, bancos e serviços, mostra que a primeira categoria foi destaque na comparação mensal, após apresentar três quedas consecutivas. A busca por crédito no setor varejista teve aumento de 22%, puxado pelos segmentos de vestuário (81%), lojas de departamento (80%) e supermercados (9%).

A expansão registrada no setor de varejo em dezembro é típica do período, reconhece o diretor de Produtos e Sucesso do Cliente da Neurotech, Fabio Kruzich. "Esse incremento da busca por crédito neste segmento é bem comum no mês de dezembro, com os consumidores aproveitando as promoções das festas de final de ano e gastando um pouco mais com os presentes de Natal", afirma.

Em seguida ao varejo, aparece o INDC de serviços, que cresceu 19% em dezembro ante novembro. No entanto, a procura por financiamento em bancos e instituições caiu 9% no último mês de 2021. Conforme Kruzich, trata-se de um movimento considerado natural e aguardado pelo segmento financeiro. "Vemos a realidade bater à porta e a demanda arrefecer, mas é esperada uma retomada a partir de janeiro, o que também é um movimento sazonal", explica.

Já no acumulado dos 12 meses, o destaque ficou com o segmento de serviços, cuja alta foi de 92%, seguido do varejo, com 36%; e bancos e financeiras, 8%. O setor de serviços ainda mostrou crescimento expressivo, de 106%, em dezembro passado frente a dezembro de 2020, informa a Neurotech, empresa especialista na criação de soluções avançadas de inteligência artificial.