PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Produção industrial cresce em 10 de 15 locais em dezembro, diz IBGE

São Paulo, maior parque industrial do País, registrou alta de 3,8% em dezembro - Divulgação
São Paulo, maior parque industrial do País, registrou alta de 3,8% em dezembro Imagem: Divulgação

Bruno Villas Bôas

Estadão Conteúdo, Rio de Janeiro

09/02/2022 10h00Atualizada em 09/02/2022 11h31

Dez dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tiveram aumento na produção industrial na passagem de novembro para dezembro, na série com ajuste sazonal da Pesquisa Industrial Mensal - Regional (PIM-Regional), divulgada nesta quarta-feira, 9.

De acordo com a pesquisa, as expansões mais acentuadas ocorreram em Amazonas (14%), Goiás (8,8%) e Paraná (7,6%), com todos revertendo as perdas observadas no mês anterior. Mato Grosso (4,6%) e Espírito Santo (4,6%) também tiveram avanços intensos.

São Paulo, maior parque industrial do País, registrou alta de 3,8% em dezembro contra novembro e queda de 5,6% em relação a dezembro de 2020. No acumulado do ano, o Estado acumulou um incremento de 5,2% em sua produção.

Em campo negativo ficaram Santa Catarina (-2,7%), Rio Grande do Sul (-2,1%), Pará (-1,7%) e Ceará (-1,0%). Pernambuco mostrou estabilidade.

Comparação com dezembro de 2021

Já em dezembro de 2021, contra igual mês do ano anterior, o IBGE informou que a produção industrial recuou em dez dos 15 locais pesquisados.

Os destaques negativos foram Ceará (-20,9%), a região Nordeste (-10,9%), Bahia (-10,5%) e Santa Catarina (-10,1%). Vale destacar que dezembro de 2021 teve um dia útil a mais do que igual mês do ano anterior.

Acumulado

No acumulado do ano passado, o IBGE apurou alta de produção em nove dos 15 locais pesquisados, com destaque para Santa Catarina (10,3%), Minas Gerais (9,8%), Paraná (9,0%) e Rio Grande do Sul (8,8%).

Estado de SP segue abaixo do pico histórico

Estado de São Paulo produziu 5,2% a mais de bens industriais em 2021, frente ao ano anterior, com 11 de suas 18 atividades industriais em terreno positivo, com destaque para o setor de automóveis e caminhões. Apesar da alta, a produção permanece 21,6% abaixo do pico histórico registrado em março de 2011.

O desempenho total do ano também esconde um desempenho mais fraco na segunda metade do ano. A indústria de São Paulo cresceu 8,4% no primeiro trimestre e 27,8% no segundo trimestre de 2021, sempre frente ao mesmo período do ano anterior.

O terceiro trimestre mostrou queda de 0,9% e o quarto trimestre teve queda mais intensa, de 8,4%.