PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Eletrobras registra lucro líquido de R$ 610 milhões no 4º trimestre

São Paulo

19/03/2022 11h15

A Eletrobras obteve lucro líquido de R$ 610 milhões no quarto trimestre de 2021, queda de 52% em relação ao mesmo período de 2020. A receita operacional líquida atingiu R$ 11,492 bilhões no período, 27% superior ao mesmo intervalo de 2020. No critério recorrente, que engloba receita do Procel, a receita registrou alta de 22% e somou R$ 11,215 bilhões na mesma base de comparação.

Segundo a estatal, o resultado foi impactado positivamente pelo desempenho operacional, com destaque para o segmento de geração. Outro destaque foi a redução do custo de Pessoal, Material, Serviços de Terceiros e Outras despesas (PMSO) em 9%. Por outro lado, as provisões operacionais pesaram negativamente, merecendo destaque a Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa (PCLD) de R$ 1,036 bilhão referente a risco de créditos a receber, pela holding e pela Eletronorte, contra a distribuidora Amazonas Energia, provisão relativa à passivo a descoberto da Santo Antônio Energia de R$ 706 milhões (em adição à perda de R$ 697 milhões em participações societárias para a mesma Sociedade de Propósito Específico).

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) no quarto trimestre de 2021 somou R$ R$ 2,402 bilhões, avanço sobre o resultado negativo de R$ 299 milhões em igual período do ano anterior. O Ebitda recorrente, que exclui custos e provisões de ativos e planos, subiu 4% no quarto trimestre, para R$ 4,775 bilhões. A margem Ebitda alcançou 21% no período, uma alta de 23,09 pontos porcentuais na base anual, enquanto a margem Ebitda ajustada caiu 22,33 pontos porcentuais, para 28% na mesma base de comparação.

Já a receita com geração consolidada somou R$ 7,922 bilhões no período, avanço em comparação com os R$ 6,205 bilhões registrados no último trimestre de 2020. No critério recorrente, o número cresceu 20,3% e alcançou R$ 7,645 bilhões no quarto trimestre de 2021. Quanto à receita com geração consolidada, o resultado foi de R$ 5,080 bilhões no intervalo, alta de 22% ante igual período do ano anterior. Da mesma forma, a receita com geração recorrente chegou a R$ 5,080 bilhões.

Ao final do trimestre, a dívida líquida recorrente da Eletrobras era de R$ 20,108 bilhões, 1% menor que o visto no mesmo intervalo do ano anterior. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por Ebitda recorrente, alcançou 1 vez no trimestre, queda de 68% na base anual.

Acumulado do ano

No acumulado de 2021, a Eletrobras registrou um lucro de R$ 5,714 bilhões, redução de 11% em relação ao lucro apresentado no ano de 2020, que foi de R$ 6,387 bilhões. Já o Ebitda em 2021 somou R$ 15,132 bilhões, alta de 56% sobre os R$ 10,487 bilhões reportados em 2020.

De acordo com a companhia, apesar da melhora de 26% da receita bruta, que passou de R$ 35,228 bilhões, em 2020, para R$ 44,431 bilhões em 2021, o resultado de 2021 foi influenciado, negativamente, por provisões operacionais, que teve aumento líquido de R$ 7,519 bilhões, com destaque para o aumento de R$ 10,897 bilhões relativos a empréstimo compulsório.

Por outro lado, os números foram afetados positivamente pela Repactuação do Risco hidrológico, no montante de R$ 4,266 bilhões, decorrente da Resolução Aneel nº 2.932 e 2.919/21/21, que homologou a extensão dos prazos de outorgas de diversas usinas Hidrelétricas da Eletrobras e pela contabilização do resultado do reperfilamento do componente financeiro da Rede Básica do Sistema Existente (RBSE), no valor de R$ 4,859 bilhões.