PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Fed precisa pensar 'mais amplamente' sobre aperto monetário, diz dirigente

São Paulo

23/03/2022 16h56

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de St. Louis, James Bullard, disse nesta quarta-feira ser necessário pensar "mais amplamente" sobre o aperto monetário nos Estados Unidos do que como foi feito no passado e pontuou haver riscos caso este tenha ritmo "devagar demais". Em evento da Mid-Size Bank Coalition of America, Bullard frisou que a inflação norte-americana não está "um pouco cima da meta, mas sim, muito acima dela".

Para o dirigente, que vota nas decisões monetárias do Fed neste ano, há sinais de que os preços nos EUA devem subir ainda mais nesta primavera que ocorre até junho no hemisfério norte. A inflação deve ficar sob controle somente em 2023, projeta.

Em relação à redução do balanço patrimonial pelo banco central americano, Bullard defende que o processo seja mais acelerado do que no ciclo monetário anterior.

Atividade

O presidente do Fed de St. Louis avalia que a economia dos Estados Unidos continuará a crescer neste ano e no próximo, apesar das pressões inflacionárias e impactos econômicos da guerra na Ucrânia. Disse acreditar que os efeitos da guerra sobre economia não vão embora "em breve", dada a permanência das sanções contra à Rússia, em resposta à invasão.

O dirigente afirmou ainda não ser suficiente "ver os preços do petróleo para deduzir para onde vai a economia americana". "Já vimos o petróleo ao preço que está hoje e não causou recessão nos EUA."