PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Publicações do BC estão suspensas devido à greve, mas Copom não será afetado

Brasília

04/05/2022 10h33

O Banco Central informou nesta quarta-feira, 4, que suas publicações estão suspensas devido à greve dos servidores em andamento. A suspensão abrange os dados do fluxo cambial, que costumam sair às quartas-feiras à tarde, e demais publicações do órgão.

"Oportunamente, informaremos com 24 horas de antecedência as novas datas para as divulgações", disse o BC em nota enviada à imprensa.

Nesta quarta-feira, os servidores do BC farão uma manifestação em frente à sede do órgão, em Brasília, durante a decisão do taxa Selic pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

O presidente do Sindicato Nacional dos Servidores do BC (Sinal), Fábio Faiad, informou que o protesto ocorrerá de 17 horas às 19 horas. A decisão do Copom é anunciada a partir de 18h30.

O BC diz que a greve não deve afetar o Copom, nem a divulgação da ata na terça-feira que vem.

"Comunicado sai normalmente hoje a partir das 18:30", reforçou o BC nesta quarta-feira.

Atualmente, a taxa Selic está em 11,75% ao ano, e todas as 54 instituições financeiras consultadas pelo Projeções Broadcast esperam alta de 1 ponto porcentual na reunião desta semana, a 12,75% ao ano.

O protesto na hora do Copom marca a retomada da greve dos servidores da instituição por tempo indeterminado em busca de reajuste de 27% e outras pautas de reestruturação de carreira.

A paralisação, iniciada em 1º de abril, tenta negociações com a diretoria do BC e o governo federal. Mas, segundo Faiad, não houve resposta à proposta da categoria nem contraproposta do governo durante o período de trégua.

Para o sindicato, o reajuste linear de 5% estudado pelo governo para todo o funcionalismo é insuficiente.