PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Oi anota prejuízo líquido de R$ 1,669 bi no 4º trimestre de 2021 (-193% em 1 ano)

São Paulo

05/05/2022 07h31

A Oi apresentou prejuízo líquido consolidado atribuído aos acionistas controladores de R$ 1,669 bilhão no quarto trimestre de 2021, uma queda de 192,9% ante igual intervalo de 2020. No acumulado do ano de 2021, a companhia reportou prejuízo líquido de R$ 8,381 bilhões, um recuo de 20,04% sobre o ano encerrado em 2020.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de rotina somou R$ 1,612 bilhão nos últimos três meses de 2021, montante 8,1% maior que o apurado no mesmo período do ano anterior. A margem Ebitda de rotina foi de ficou em 35,3%, um crescimento de 4,0 pontos porcentuais sobre o apurado no quarto trimestre de 2020.

A receita líquida total consolidada da empresa foi de R$ 4,571 bilhões, valor 4,03% abaixo do apurado um ano antes, de R$ 4,777 bilhões. No exercício encerrado em dezembro de 2021, a receita líquida somou R$ 17,933 bilhões, valor 4,5% menor do que o registrado no ano de 2020. Já a dívida líquida consolidada do período somou R$ 32,573 bilhões, crescimento de 49,4% sobre o mesmo trimestre de 2020.

A receita líquida das operações brasileiras totalizou R$ 4,525 bilhões, queda de 4,01% em relação ao quarto trimestre de 2020. A receita líquida das operações internacionais (África e Timor Leste) totalizou R$ R$ 46 milhões, recuo de 21,4% em relação ao apurado um ano antes. A receita líquida das operações continuadas no Brasil totalizou R$ 2,539 bilhões no trimestre, queda de 2,5% na comparação com um ano antes.