PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Senado dos EUA confirma nomeação de Lisa Cook para o Fed

Washington, 10

10/05/2022 22h19

O Senado votou pela confirmação de Lisa Cook para o Federal Reserve (Fed), tornando-a a primeira mulher negra a sentar-se no conselho do banco central. Cook foi aprovado nesta terça-feira em uma votação partidária, 51-50, com a vice-presidente Kamala Harris desempatando. Ela é a segunda nomeada ao Fed do presidente Joe Biden a ganhar a confirmação do Senado, depois da governadora do Fed Lael Brainard, que foi aprovada como vice-presidente do banco central no mês passado.

A confirmação de Cook abre caminho para os legisladores confirmarem duas escolhas adicionais nesta semana, incluindo Jerome Powell, cujo mandato de quatro anos como presidente expirou em fevereiro. Philip Jefferson, economista do Davidson College, deve se juntar ao conselho e obteve apoio unânime do Comitê Bancário do Senado em março. Um esforço para avançar a indicação de Cook parou no mês passado devido a ausências no lado democrata à covid-19. Seu mandato vai até janeiro de 2024.

Cook atuou como economista na equipe do Conselho de Assessores Econômicos durante o governo do ex-presidente Barack Obama. Sua pesquisa se concentrou em políticas que promovem amplas oportunidades econômicas, particularmente para minorias raciais e mulheres. Alguns republicanos sugeriram na audiência de confirmação de Cook em fevereiro que ela não tinha experiência suficiente em macroeconomia e política monetária, uma afirmação que ela rebateu destacando sua experiência de pesquisa e trabalho no Departamento do Tesouro e na Casa Branca.

Alguns analistas especularam que os novos diretores podem favorecer aumentos de juros menos agressivos, mas é improvável que eles impeçam o Fed de avançar em um ritmo mais rápido de aperto enquanto a inflação estiver bem acima da meta de 2% do banco central. Cook e Jefferson disseram em suas aparições no Senado em fevereiro que combater a alta inflação deveria ser uma prioridade do Fed.