PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Combustíveis voltam a puxar alta no grupo Transportes no IPCA

Rio

11/05/2022 11h30

Os gastos das famílias com transportes passaram de alta de 3,02% em março para um avanço de 1,91% em abril, um impacto de 0,42 ponto porcentual sobre a taxa de 1,06% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no último mês, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta no grupo Transportes em abril foi puxada pelo aumento de 3,20% nos preços dos combustíveis, que resultaram numa pressão de 0,25 ponto porcentual para o IPCA do mês.

A gasolina subiu 2,48%, um impacto de 0,17 ponto porcentual. Houve altas também nos preços do etanol (8,44% e impacto de 0,07 ponto porcentual), óleo diesel (4,74% e impacto direto de 0,01 ponto porcentual) e gás veicular (0,24%, com impacto próximo de zero, pelo peso pequeno que tem no índice).

O táxi subiu 9,16% em abril, devido a reajustes em São Paulo e Fortaleza. O metrô aumentou 3,64%, refletindo um aumento no Rio de Janeiro.

O ônibus urbano subiu 0,42%, com reajustes em Belém, Curitiba e São Luís. Já o ônibus intermunicipal encareceu 0,28%, com elevações em Campo Grande (2,52%), Porto Alegre e Curitiba.

As passagens aéreas ficaram 9,48% mais caras em abril. Houve altas de preços também no transporte por aplicativo (4,09%) e seguro voluntário de veículo (3,31%).

Os automóveis novos subiram 0,44%, o 20º mês seguido de aumento, enquanto os automóveis usados recuaram 0,47%, primeira queda após 21 meses consecutivos de altas. As motocicletas aumentaram 1,02%.