PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

DoE prevê queda de 80% na capacidade excedente da oferta de petróleo fora da Opep

São Paulo

24/06/2022 11h36

Relatório do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos divulgado nesta sexta-feira mostra forte queda na capacidade global de produção excedente de petróleo entre 2021 e 2022, em meio aos desequilíbrios entre demanda e oferta que têm apertado o mercado da commodity energética.

De acordo com a pesquisa, que utilizou dados preliminares, a produção excedente de países fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) era de 280 mil barril por dia (bdp) em maio deste ano, 80% a menos que o registrado no mesmo mês do ano passado (1,4 milhão de bpd).

Segundo o órgão, isso ocorreu por conta da eliminação da oferta excedente da Rússia, após as sanções implementadas pelo Ocidente em retaliação à guerra na Ucrânia. Em 2021, o país representava cerca de 60% de toda a produção excedente fora da Opep, diz o DoE.

O DoE define capacidade excedente como a "oferta máxima existente que pode ser colocada em operação em 30 dias e mantida por pelo menos 90 dias".

As estimativas não incluem volumes que estão ociosos por conta de paralisações e interrupções não planejadas, como sanções. Desta forma, a pesquisa excluiu a oferta de petróleo de países como Irã, Venezuela, Líbia e Rússia.