IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Direcional tem lucro líquido operacional de R$ 69,8 mi no 1º trimestre, avanço de 95,9%

São Paulo, 08

08/05/2023 20h35

A Direcional Engenharia apresentou lucro líquido operacional de R$ 69,8 milhões no primeiro trimestre de 2023, avanço de 95,9% ante o mesmo período de 2022, conforme balanço publicado há pouco.

O critério operacional divulgado pela companhia exclui as despesas não recorrentes com cessão de recebíveis e resultado de swap de ações. Sem considerar o ajuste, o lucro líquido foi de R$ 58,8 milhões, alta de 120%.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 121 milhões, alta de 25% na mesma base de comparação. A margem Ebitda ajustado subiu 1,0 ponto porcentual, para 21,7%.

Já a receita líquida totalizou R$ 557,3 milhões, aumento de 19,1% em relação ao mesmo trimestre de 2022.

Para a companhia, em seu release de resultados divulgado há pouco ao mercado, o destaque fica para "a resiliência operacional refletida na estabilidade da margem Ebitda trimestre após trimestre, mesmo considerando os mais diversos momentos do ciclo econômico".

O resultado financeiro (saldo entre receitas e despesas financeiras) ficou negativo em R$ 19,298 milhões, indicador 21,2% menor do que o registrado um ano antes, "principalmente em função de resultado líquido negativo de R$ 6 milhões considerando as despesas com juros e as receitas com aplicações financeiras ocorridas no período, despesas não recorrentes com operação de cessão de recebíveis, em valor aproximado de R$ 10 milhões", explica a companhia.

A Direcional encerrou o primeiro trimestre com dívida líquida de R$ 290 milhões, ante R$ 230 milhões registrados um ano antes, com índice de alavancagem (medido pela dívida líquida ajustada sobre o patrimônio líquido) de 19,2%, já considerando o pagamento de R$ 104 milhões em dividendos ocorrido no mês de janeiro.