IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Servidores do BC reclamam falta de isonomia em relação a auditores e aprovam paralisação de 2h

Edifício-Sede do Banco Central em Brasília - Marcello Casal JrAgência Brasil
Edifício-Sede do Banco Central em Brasília Imagem: Marcello Casal JrAgência Brasil

Fernanda Trisotto

Brasília

23/05/2023 17h38Atualizada em 23/05/2023 18h14

Os servidores do Banco Central (BC) aprovaram uma paralisação de duas horas na próxima quinta-feira, 25, entre as 14 horas e 16 horas, em protesto contra o descumprimento de acordo sobre pautas não salariais da categoria. Eles também reclamam da falta de isonomia em relação ao tratamento dado aos auditores-fiscais da Receita Federal.

As decisões foram tomadas em assembleia do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal).

A reclamação dos servidores do BC gira em torno de declarações públicas do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que diz ser favorável à regulamentação de um bônus para auditores-fiscais, aprovado em 2017, mas não trata das pautas do BC.

De acordo com o Sinal, desde abril, a categoria busca diálogo com o Ministério da Gestão para discutir a implementação da reestruturação da carreira dos servidores, que foi acordada ainda em 2022, sob a gestão Bolsonaro, entre servidores, direção do BC e governo federal.

A categoria alega que o projeto não traz impacto financeiro para o Estado, porque ajusta nomes de cargos, eleva as exigências para ingresso e atribui mais prerrogativas à carreira. No entendimento do sindicato, houve um retrocesso nas negociações, que estavam mais adiantadas no ano passado e voltaram a um estágio mais inicial.