IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Dinheiro para financiamento a exportadores não passa pelo Orçamento, afirma Mercadante

São Paulo

25/05/2023 15h30

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, disse nesta quinta-feira, 25, que os recursos trazidos ao País nas viagens oficiais do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao exterior permitiram ao banco de fomento anunciar nesta quinta linhas de financiamento ao redor de R$ 8 bilhões aos setores de indústria e agronegócio.

"Não temos nenhum subsidio até agora, todo esforço que estamos fazendo é tirar leite de pedra. Estamos trazendo recursos", declarou Mercadante ao dizer a jornalistas que o compromisso de combate ao desmatamento levado por Lula ao exterior gera financiamento para a economia. "É um dinheiro que não passa pelo orçamento. Vem de fora e a gente consegue financiar os setores exportadores", acrescentou o presidente do BNDES após participação no evento do Dia da Indústria na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Questionado sobre o esvaziamento do Ministério do Meio Ambiente, de Marina Silva, na nova configuração do governo, aprovada na quarta em comissão mista do Congresso, Mercadante deixou claro que o combate ao desmatamento é uma "decisão de governo". Assim, garantiu, rearranjos nos ministérios não mudam o compromisso ambiental. "Existe crise climática, só negacionistas não enxergam", declarou Mercadante.

Ele frisou, para reforçar esse compromisso, que o Fundo Amazônia vai financiar as operações de comando e controle ambiental, e argumentou que o País precisa de taxas de juros menores para tornar viável o investimento na transição à economia verde.

Além de falar sobre política ambiental, Mercadante fez comparações com o governo anterior na gestão das reservas internacionais.

Segundo o presidente do BNDES, o Brasil perdeu US$ 60 bilhões em reservas nos últimos quatro anos. "Já recuperamos mais de US$ 20 bilhões", afirmou.