IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

FMI: política fiscal pode ajudar a conter 'problema persistente de inflação' nos EUA

São Paulo, 26

26/05/2023 15h35

O Fundo Monetário Internacional (FMI) chama atenção para o problema "persistente" da inflação no país, motivada principalmente pela força da demanda e dos resultados positivos no mercado de trabalho. "Embora se espere que o núcleo e o índice cheio do PCE continue caindo em 2023, ela permanecerá significativamente acima da meta de 2% do Fed ao longo de 2023 e 2024", indica o Fundo.

A afirmação está em comunicado divulgado nesta sexta-feira, 26, que indica resultados sobre as conclusões de missão no país, no âmbito do Artigo IV das regras do Fundo.

Segundo o FMI, uma política fiscal mais apertada poderia contribuir com o Federal Reserve (Fed) a conter pressões inflacionárias, "reduzindo potencialmente os riscos". O Fundo acrescenta que medida americanas, como a Lei de Redução da Inflação, consideradas políticas 'Made in America', "distorcem o comércio e o investimento e correm o risco de criar uma ladeira escorregadia que fragmentará as cadeias de suprimentos globais e desencadeará ações de retaliação por parte dos parceiros comerciais", sendo prejudiciais para o crescimento, a produtividade e os resultados do mercado de trabalho do próprio país.