IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Nagel, do BCE, indica aperto nos juros em julho e que futuras decisões serão baseadas em dados

São Paulo

03/07/2023 11h38

O dirigente do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do Banco Central da Alemanha (Bundesbank), Joaquim Nagel, sinalizou a possibilidade de nova alta de juros em julho.

Em discurso preparado para evento de finanças em Frankfurt, Nagel citou falas da presidente do BCE, Christine Lagarde, e afirmou que ela "não deixou dúvidas" sobre expectativa de elevação das taxas na próxima reunião monetária. "Dependendo de dados futuros, vamos decidir se juros básicos precisam continuar sendo elevados após a reunião monetária de julho", acrescentou o dirigente.

Segundo ele, sinais de política monetária "apontam claramente" necessidade de maior aperto no bloco, exigindo que o banco central eleve as taxas de juros a um ponto suficientemente restritivo e mantenha este nível por um período prolongado. "A inflação está se mostrando mais persistente na zona do euro do que muitos pensavam. Agora a política monetária tem de se mostrar mais dura e consistente do que muitos esperavam", avaliou.

Mencionando projeções do Eurosystem, o dirigente relatou que o BCE projeta uma inflação média de 5,4% em 2023, 3,0% em 2024 e 2,2% em 2025. No núcleo, a projeção foi revisada para cima e prevê alta de 2,3% em 2025, ainda acima da meta do banco central, ressalta Nagel.