Curva aponta maior chance de Fed subir juros em 50 pb ao longo dos próximos meses, diz CME

As chances de o Federal Reserve (Fed) aumentar juros em 50 pontos-base ao longo dos próximos meses cresceram, em meio à repercussão do dado de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA, que tiveram inesperada queda na semana passada. A conclusão reflete análise da plataforma de monitoramento da curva mantida pelo CME Group.

Por volta das 11h10 (de Brasília) desta quinta-feira, 20, a ferramenta mostrava 31,8% de probabilidade de a taxa básica avançar do nível atual (entre 5,00% e 5,25%) para o intervalo de 5,50% e 5,75% até novembro. Ontem, essa possibilidade somava 25,3%. Houve até avanço no risco de uma elevação acumulada mais agressiva, de 75 pontos-base: de 2,2% na véspera para 3,9% no final da manhã desta quinta-feira.

Para a decisão da semana que vem, a plataforma aponta expectativa virtualmente universal (99,8%) de que o Fed aumente os juros em 25 pontos-base.

Deixe seu comentário

Só para assinantes