BC da Colômbia decide por manter taxa de juros em 13,25% ao ano

O Banco Central da Colômbia manteve sua taxa básica de juros a 13,25% ao ano, em uma decisão unânime. No comunicado oficial, a autoridade destaca que a inflação total continuou a cair em junho, demonstrando uma "evolução favorável". Contudo, o núcleo manteve alta de 10,5% no período, sinalizando persistência, e ambos os indicadores seguem distantes da meta de 3,0%, alerta o BC.

Em nota, o Conselho do BC da Colômbia reforçou que a decisão "é coerente" com o objetivo de retornar a inflação à meta e que futuras decisões serão dependentes dos dados disponíveis.

Ainda, o banco central aponta que o peso colombiano se valorizou significativamente e os prêmios de risco para a Colômbia diminuíram substancialmente, em níveis superiores aos de outras economias da região latina.

Em coletiva de imprensa, o presidente do BC colombiano, Leonardo Villar, comentou que os dirigentes têm discutido cortes de juros nesta e em todas as reuniões, mas reforçou que a decisão final visa atingir a redução de preços no país. "Voltaremos a discutir isso em setembro, considerando todos os critérios que levem a uma boa decisão monetária, desde que os dados sejam consistentes e demonstrem que estamos avançando rumo a alcançar a meta de inflação em 3%", afirmou Villar.