Índice de adequação de estoques da FecomercioSP sobe 2,4% em agosto

O Índice de Adequação dos Estoques (IE) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) subiu 2,4% em agosto, na margem, após cair 1,3% em julho. Com o resultado, o IE atingiu 113,5 pontos. Em relação a agosto de 2022, o índice, porém, cedeu 0,3%.

A proporção de empresários que consideram ter estoques adequados subiu 1,3 ponto porcentual entre julho e agosto, de 55,2% para 56,5%. Houve, por outro lado, redução na razão dos que consideram ter estoques acima do adequado (27,2% para 26,4%) e abaixo (17,3% para 16,6%).

Porte

O IE avançou na margem entre as empresas de pequeno porte (2,7%), mas recuou nas de grande porte (-7,1%). Na amostra analisada pela FecomercioSP, em agosto, porém, 56,2% das pequenas empresas consideram ter estoques adequados, contra 70,5% nas grandes.

Nas pequenas empresas, 26,7% consideram ter estoques além do adequado e 16,7% aquém. As proporções são de 15,9% e 13,6%, respectivamente, nas grandes empresas.

Setores

Nas aberturas por setores, o IE avançou nas empresas de bens não duráveis (3,2%), duráveis (1,1%) e semiduráveis (0,1%).

Entre as companhias de bens não duráveis, 63% julgam ter estoques adequados, contra 29,9% além do adequado e 6,8% aquém. Já entre as empresas de bens duráveis, 59,6% indicam estoques adequados, 25,5% acima e 14,4% abaixo. Nas companhias de semiduráveis, os estoques estão adequados para 46,2% dos consultados, além para 21,1% e aquém para 32,3%.

Deixe seu comentário

Só para assinantes