Campos Neto: Foi muito importante manter o arcabouço fiscal e a meta de inflação

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que "foi muito importante manter o arcabouço fiscal e a meta de inflação", pois tais fatores colaboram na atuação do BC para levar o índice de preços ao consumidor ao objetivo definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Ele fez o comentário no LIDE Brazil Development Forum, que ocorre em Washington.

Sem fazer comentários diretos à administração de despesas e receitas pelo Poder Executivo, Campos Neto apontou que "a partir de aprovação de medidas" pelo Congresso Nacional, como a reforma tributária, "haverá melhora do lado fiscal", que ajudará no trabalho da política monetária realizado pelo Banco Central. "O corte de gasto no Brasil é problema estrutural e não está ligado somente a este governo", destacou o presidente do BC.

Por outro lado, Campos Neto apontou que é importante o País continuar com reformas que ajudam empresas e pessoas a ter acesso ao mercado de capitais. "Se o governo pode gastar menos dinheiro e projetos podem ser feitos com recursos de mercado há aumento de eficiência" das despesas públicas, destacou.

"O aumento do mercado de capitais no Brasil é democratizante", comentou o presidente do BC, referindo-se ao fato que mais companhias e cidadãos podem ter acesso a recursos para ter acesso a crédito.

*O jornalista Ricardo Leopoldo viajou a Washington a convite do LIDE