Conteúdo publicado há 10 meses

Economia crescerá 3% este ano mesmo se últimos trimestres tiverem crescimento nulo, diz Tebet

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, celebrou na manhã desta sexta-feira, 1º de setembro, o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, que veio com alta de 0,90% ante o primeiro trimestre de 2023. Para ela, o avanço já demonstra que o País vai registrar um crescimento de 3% ao final deste ano mesmo se a economia ficar estagnada nos semestres seguintes.

"A economia brasileira crescerá 3% em 2023, mesmo que os últimos trimestres do ano tenham crescimento nulo!", comentou em publicação no Twitter a ministra, que nesta sexta-feira cumpre agenda na capital paulista.

"PIB do segundo trimestre cresceu 0,9%, conforme IBGE, 3x mais que as expectativas. Não há segredo, é trabalho sério e compromisso com o povo e com o futuro do País", completou.

O resultado foi divulgado pela manhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) mais cedo, o dado está acima da mediana das previsões de analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, que esperavam, conforme a mediana das expectativas, alta de 0,3%. O intervalo das estimativas ia de queda de 0,1% a uma alta de 1,1%.

O último Boletim Macrofiscal de 2023 da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Fazenda estimava crescimento do PIB deste ano em 2,5%.

Deixe seu comentário

Só para assinantes