BCE/Centeno: zona do euro está próxima de reduzir inflação a 2%, risco agora é 'fazer demais'

O dirigente do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, disse nesta segunda-feira, 4, que o BCE está próximo de reduzir a inflação à meta de 2%, e acrescentou que o problema agora é que o risco de "fazer demais" na política monetária começa a ser material.

Segundo Centeno, caso não haja novos choques econômicos e com a transmissão da política monetária à economia, o objetivo de controlar a inflação é alcançável em um futuro próximo.

Em análise publicada nesta segunda no site do BC português, o presidente afirma que, quando "assegurada a convergência para a estabilidade de preços, a política monetária deverá traçar um caminho de redução das taxas de juros, mas longe dos tempos de taxas de juro zero ou mesmo negativas".