Com R$ 1,1bi renegociados na Faixa 2, BB se credencia para próxima fase do Desenrola

O Banco do Brasil já se credenciou para a próxima fase do Desenrola, que vai renegociar, com garantia do Tesouro Nacional, as dívidas de quem ganha até dois salários mínimos ou está inscrito no Cadastro Único. O programa deve estar disponível para a população no fim de setembro.

Na fase já aberta, sem garantia do Tesouro e destinada a dívidas bancárias de quem ganha até R$ 20 mil mensais (Faixa 2), o BB já fez a regularização de R$ 1,1 bilhão só pelo programa. Com a extensão de benefícios a outros públicos, a renegociação já chega a R$ 8,4 bilhões no conglomerado da instituição.

Na semana passada, o Ministério da Fazenda deu início à fase de cadastro dos credores que têm direito a receber dívidas em atraso da parcela da população que ganha até dois salários mínimos. O valor à ser renegociado é limitado a R$ 5 mil. Nesta fase, além dos bancos, podem participar como credores outros tipos de empresas, como de serviços públicos e varejistas.

A presidente do BB, Tarciana Medeiros, afirma que "a habilitação do BB nesta fase do Desenrola reforça o compromisso do Banco com o desenvolvimento econômico e social do país". Sobre a participação do Banco desde seu início, ela complementa: "Estamos atuando com uma visão ampliada, com condições para outros públicos, incluindo micro e pequenas empresas. Sempre acreditamos no potencial do Desenrola e observamos com satisfação a adesão do mercado nesse esforço para que milhões de brasileiros passem a ter dignidade financeira".

No total, o conglomerado Banco do Brasil já regularizou cerca de R$ 8,4 bilhões em dívidas desde o lançamento da primeira etapa de renegociação do Desenrola, iniciada em 17 de julho, sendo R$ 7,86 bilhões do banco e R$ 554 milhões da Ativos S.A., empresa de recuperação de crédito do grupo. Com as condições estendidas, o Conglomerado BB já regularizou R$ 2,2 bilhões em dívidas de micro e pequenas empresas e de R$ 4,5 bilhões das demais pessoas físicas.

Cadastro

O credor que quer participar da proxima fase do Desenrola tem até o dia 9 de setembro para se habilitar na plataforma e atualizar o valor da dívida já presente no sistema, por meio da base de dados de birôs de crédito, com juros e correção monetária. Quem não seguir essas instruções fica de fora dessa etapa do Desenrola. A habilitação dos Credores ao Programa e o processo de validação das dívidas está disponível no portal https://credor.negociedigital.com.br

Podem se cadastrar no Faixa 1 as pessoas jurídicas de direito privado titulares que tenham realizado a negativação de créditos inadimplidos nos birôs de crédito entre o início de 2019 e o fim de 2022, cuja negativação permaneceu vigente até 27 de junho deste ano.