Braskem confirma emissão de títulos de dívida no exterior

O Conselho de Administração da Braskem aprovou a emissão de títulos de dívida no mercado de capitais pela Braskem Netherlands Finance BV. A informação consta da ata da reunião do colegiado, que não traz mais detalhes. A operação, antecipada pelo Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), captou US$ 850 milhões, mas atraiu US$ 2,75 bilhões de demanda em livro de ordens.

Conforme o documento, as notas serão ofertadas para investidores institucionais qualificados, residentes e domiciliados nos Estados Unidos da América, com base na regulamentação emitida pela Securities and Exchange Commission.

A empresa utilizará os recursos da emissão para propósitos gerais, podendo incluir, mas não se limitando, a amortização de obrigações financeiras.

O colegiado também rerratificou o limite da dívida bruta da companhia para US$ 9,3 bilhões, durante o restante do exercício de 2023 e até a primeira Reunião Ordinária do Conselho de Administração que ocorrer no exercício de 2024.

Dessa forma, o conselho autorizando a diretoria, respeitado referido limite a, contratar empréstimos, arrendamentos mercantis (leasings), financiamentos (excluindo os financiamento da Braskem Idesa) ou operações de mercado de capitais (incluindo mas não se limitando a contratação de derivativos, contratos de câmbio, adiantamento de contrato de câmbio, garantias bancárias, desconto de recebíveis e cartas de crédito), no país ou no exterior, sem a prévia aprovação específica pelo conselho , respeitando ainda o limite de até US$ 250 milhões, por operação, para operações denominadas em moeda estrangeira; e até R$ 1,0 bilhão, por operação, para operações denominadas em reais.