No IPCA, grupo Alimentação e Bebidas cai 0,85% em agosto ante recuo de 0,46% em julho

O grupo Alimentação e Bebidas saiu de um recuo de 0,46% em julho para uma redução de 0,85% em agosto, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo contribuiu com -0,18 ponto porcentual para a taxa de 0,23% do IPCA de agosto.

A alimentação no domicílio caiu 1,26% em agosto. As famílias pagaram menos pela batata-inglesa (-12,92%), feijão-carioca (-8,27%), tomate (-7,91%), leite longa vida (-3,35%), frango em pedaços (-2,57%) e carnes (-1,90%).

Na direção oposta, ficaram mais caros o arroz (1,14%) e as frutas (0,49%), com destaque para o limão (51,11%) e banana-d'água (4,90%).

A alimentação fora do domicílio subiu 0,22% em agosto. O lanche fora de casa aumentou 0,30%, enquanto a refeição ficou 0,18% mais cara.