Biden diz respeitar e entender greve dos trabalhadores da UAW contra grandes montadoras

O presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou nesta sexta-feira, 15, que "entende a frustração" dos trabalhadores do sindicato United Auto Workers (UAW), que entraram em greve no país contra montadoras, exigindo contratos que garantam salários maiores. "Ninguém quer que essa greve dure, mas eu respeito e entendo a decisão dos trabalhadores", afirmou.

Segundo o presidente, os lucros recordes do setor não têm sido transmitidos de forma justa aos trabalhadores, que merecem uma parcela maior e um contrato que dê direitos e melhor remuneração. "Trabalhadores de montadoras ajudaram a criar uma classe econômica saudável em nosso país, e por isso merecem um contrato que garanta que eles vão pertencer a esta classe", disse.