Com sustentabilidade fiscal, há condições para ambiente atrativo de negócios, diz Dantas

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, afirmou nesta segunda-feira, 18, que a sustentabilidade fiscal é um dos principais alicerces para a garantia de um ambiente de negócios atrativo para o Brasil e com foco no desenvolvimento sustentável.

"Precisamos com empenho redobrado do Brasil superar esse desafio de apoiar transição energética, que nos dê condições de revelar ao mundo, e liderar pelo exemplo, uma economia pujante mas com preservação da natureza", afirmou Dantas, durante participação no evento "Brasil em foco: mais verde e comprometido com o desenvolvimento sustentável" da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Nova York.

O presidente do TCU também agradeceu ao apoio do Congresso Nacional na aprovação do novo marco fiscal, neste ano. "É preciso fazer justiça a todos esses homens e mulheres do Congresso, pois em nenhum lugar do mundo se aprova a revisão do arcabouço fiscal de um país em apenas seis meses", afirmou.

Dantas também reforçou o papel do TCU para o ambiente de negócios no Brasil, citando que o Tribunal com esse alicerce "bem estruturado" deve ser um "guardião dos contratos" e da "previsibilidade jurídica" de projetos de longo prazo no País.