Consumo aparente de bens industriais no País recua 2,5% em julho, aponta Ipea

A demanda por bens industriais no País recuou em julho, informou o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais teve queda de 2,5% em relação a junho, após o avanço de 1,4% observado no mês anterior.

Na comparação com julho de 2022, houve recuo de 5,2% em julho de 2023. No acumulado em 12 meses, o indicador teve redução de 1,1%.

O consumo aparente de bens industriais inclui a produção industrial doméstica destinada ao mercado interno acrescida das importações. Na passagem de junho para julho, a produção de bens nacionais para o mercado doméstico recuou 3,5%, enquanto as importações tiveram alta de 0,2%.

Em julho de 2023 ante julho de 2022, os bens nacionais encolheram 4,6%, e os bens importados diminuíram 7,6%.

No acumulado em 12 meses, a demanda por bens industriais brasileiros caiu 1,8%, mas o consumo de importados aumentou 1,5%.

Deixe seu comentário

Só para assinantes